Professor do FUTURO ?!? … 4


Para variar, o GOOGLE não consegue ficar parado, e lança mais uma invenção do futuro !! Muitos falam que seria um celular revolucionário … O nome desse “treco cibernético” é GOOGLE GLASS. Pela imagem ao lado, você já pode ter uma prévia de como isso irá funcionar. Com uma lente, e câmera, perto de um dos nossos olhos, pode-se ver imagens do equipamento sem atrapalhar o foco de onde estivermos olhando.

Para você ter uma idéia melhor de tudo isso que estou falando veja o vídeo especialmente elaborado pelo GOOGLE para lançamento desse novo conceito. Está certo que já vimos isso em algum filme, ou mesmo pela internet a fora. Mas, desta vez, já é algo viável economicamente, leve de ser usado e sem atrapalhar nossas outras atividades. Nesse lançamento, o GOOGLE teve como objetivo ampliar a discussão das funcionalidades desse artefato e melhorar o projeto como um todo. Bem, vamos ao vídeo e em seguida as minhas malucas idéias de como poderiam ser aplicadas em sala de aula …

Tomara que o GOOGLE venha a ler isso … eheheheh !! Imagino que o professor do futuro com o seu devido GOOGLE GLASS ao dar sua aula, aponte o foco para um aluno e de imediato apareça em seu visor o nome, ícone de status ou perfil, e outros dados rápidos do estudante. Alguma coisa assim como se o aluno é um nerd, se ele tem problemas de dislexia, se é um repetente e por aí vai.

Se o professor do futuro quiser ainda saber mais detalhes, uma bela piscada ou algo parecido, ainda saberá todo o histórico do aluno, como ele se comporta em outras disciplinas, desejos profissionais, hobbies, e outros dados que ele poderá utilizar em aula, ou dar um exemplo envolvendo o aluno para motivar ainda mais o interesse pela disciplina.

Quando o professor estiver respondendo a algum aluno uma questão intrigante, poderá facilmente acessar um “mini-wikipédia” para apoiá-lo numa resposta mais ampla e precisa. Bem, idéias é que não faltam … o que falta é o aparelho para a gente usá-lo … quando será que nós professores teremos um ?!?!?

Você tem mais alguma ideia a respeito ?!? Fale agora, ou cale-se para sempre … eheheheheh !!

COMENTÁRIO DO BIT: Após dois anos desde que foi escrito este artigo, podemos dizer que infelizmente o Google Glass não teve o sucesso esperado, pois teve vários erros de projeto, desde sua concepção, até sua forma de apresentação e estratégia de marketing, na verdade era um projeto e permaneceu sendo apenas um projeto até hoje. Porém a ideia era excelente e o conceito amadureceu, os laboratórios do Google estão empenhados nas melhorias e só fará o lançamento quando realmente o produto estiver pronto. Leia o interessante artigo da “Revista Exame” que apontou seis razões para o fracasso do Google Glass…

Seis razões pelas quais o Google Glass foi um fracasso


Sobre Prof.Dr.CARLOS VALENTE

Doutor (UniBan) em Educação Matemática, Doutorando (ITA) e Mestre (IPT) em Engenharia de Software. Pós-Graduado em Análise de Sistemas (Mackenzie), Administração (Luzwell-SP), e Reengenharia (FGV-SP). Graduado/Licenciado em Matemática. Professor e Pesquisador da Universidade Anhembi Morumbi e ESAB - Escola Superior Aberta do Brasil. Autor de livros em Conectividade Empresarial. Prêmio em E-Learning no Ensino Superior (ABED/Blackboard). Consultor de T.I. em grandes empresas como Sebrae, Senac, Granero, Transvalor, etc. Viagens internacionais: EUA, França, Inglaterra, Itália, Portugal, Espanha, etc. CURRICULO LATTES = http://lattes.cnpq.br/5121684547787661


Deixe uma resposta

4 pensamentos em “Professor do FUTURO ?!? …

  • Maira

    Prof. Já sou sua fã!! E realmente o sr. é mto VALENTE!! rs. Continue atualizando-nos com as novidades da tecnologia!! Agradeço a nossa nova amizade e espero q dela, possamos fechar várias parcerias de sucesso!! Abraços.

  • Wagner

    Caro mestre acredito que essa invenção nos ajudará muito no futuro, mas precisaremos, também, de outros meios para coibir atitudes anti-éticas e imorais, pois já imaginastes nos casos do aluno está fazendo uma prova ?
    Poderemos até mesmo ver o corpo de uma mulher sem que ela autorize.