Atividades Complementares: como acabar ?!?


Saiba agora tudo que você precisa saber sobre as Atividades Complementares e não ser prejudicado na conclusão do seu curso superior. Atualmente um dos principais problemas que afligem os universitários são as Atividades Complementares. Já que é uma atividade obrigatória para todos os alunos conseguirem o tão esperado diploma universitário. Tem gente que “deixa para depois”, e por causa disso “deixa de pegar o canudo” junto com a turma …

Atividades Complementares: primeiros cuidados

O universitário tem que já ficar precavido e logo começar a fazer as Atividades Complementares a partir do primeiro semestre, pois somente valem as atividades que forem realizadas depois da matrícula na Universidade e possuem uma carga de mais de 60 horas a ser realizada. Conforme as Diretrizes Curriculares do MEC as Atividades Complementares são atividades extracurriculares obrigatórias dentro dos cursos de graduação. E elas tem por finalidade orientar e estimular práticas permanentes e contextualizadas para a atualização profissional do acadêmico. O foco das Atividades Complementares é na relação entre a teoria e prática visando a qualidade de ensino.

Atividades Complementares: visão do MEC

Pela Resolução 11 do MEC, em seu artigo 5, define as Atividades Complementares tais como participação em Congressos, palestras, Semanas Acadêmicas, trabalhos de iniciação científica, projetos multidisciplinares, atividades extensionistas ou culturais, trabalhos em equipe, desenvolvimento de protótipos, monitorias, participação em empresas juniores e também atividades empreendedoras.

Ou seja, para tudo o que você fizer relacionado as Atividades Complementares deve estar devidamente registrado, documentado e principalmente solicite os respectivos Certificados, ou Comprovação de Presençacom as devidas horas de participação de suas realizações. Muitos alunos esquecem de pedir, ou de pegar, os seus Certificados em eventos, ou em cursos, e depois sofrem para obtê-los novamente. Ou pior, guardam tão bem o Certificado que depois esquecem de onde guardaram. Atente para isso …

Minha filha que estudou na Universidade Mackenzie teve que ser bastante disciplinada quanto a toda essa burocracia. Normalmente, a universidades são bastante rigorosas quanto a fidelidade dos documentos apresentados. Portanto, fique atento a documentos que realmente comprovem todas Atividades Complementares que você realizou.

Atividades Complementares: Planejamento

Como são mais de 60 horas que devem ser dedicadas as Atividades Complementares deve-se previamente se planejar a quantidade de horas reservada para cada uma delas, pois existe um LIMITE para cada Atividade Complementar.

Procure em sua instituição, e com base em seu curso, quais as atividades aceitas e os limites de horas em cada uma delas. É importante obter isso para você se planejar adequadamente quantas horas irá reservar para cada uma dessas Atividades Complementares. Nem fazer a mais, nem de menos …

Por exemplo, para as atividades culturais não podem ser utilizadas mais do que duas horas em exposições, recitais, peças de teatro, vídeos, filmes, musicais, etc. Existem instituições que aceitam como parte das Atividades Complementares a doação de sangue, valendo até 10 horas, com a comprovação por meio de Atestado.

Atividades Complementares: Conclusões e DICAS

Resumo da ópera: quanto mais atividades extra-curriculares você fizer, e registrar em seu Portfólio Acadêmico, mas significativo será o seu Currículo Profissional como também facilitará a sua vida para a obtenção do grau de universitário. Acabamos de criar um grupo no FaceBook especificamente para completarmos esta discussão. Vai lá, para responder a nossa questão do dia !! Sua resposta pode ajudar muita gente …

Como DICA, nós recomendamos, conforme a sua área de especialização ou de interesse, a realização dos seguintes Cursos Online válidos para as Atividades Complementares com Certificado Gratis:


Sobre Prof.Dr.CARLOS VALENTE

Doutor (UniBan) em Educação Matemática, Doutorando (ITA) e Mestre (IPT) em Engenharia de Software. Pós-Graduado em Análise de Sistemas (Mackenzie), Administração (Luzwell-SP), e Reengenharia (FGV-SP). Graduado/Licenciado em Matemática. Professor e Pesquisador da Universidade Anhembi Morumbi e ESAB - Escola Superior Aberta do Brasil. Autor de livros em Conectividade Empresarial. Prêmio em E-Learning no Ensino Superior (ABED/Blackboard). Consultor de T.I. em grandes empresas como Sebrae, Senac, Granero, Transvalor, etc. Viagens internacionais: EUA, França, Inglaterra, Itália, Portugal, Espanha, etc. CURRICULO LATTES = http://lattes.cnpq.br/5121684547787661

Deixe uma resposta