Microsoft é Google, ou é o contrário ?!? 4


Desde que me enfronhei na Web 2.0, a ponto de escrever um livro dedicado a educação, comento sobre o conceito de Computação em Nuvem. Já me resolveu vários problemas esse conceito, e muito de vocês utilizam sem muitas vezes saber que estão usando.

Por exemplo, quando utilizamos do GMAIL você não precisa instalar nada na sua máquina, e todos os seus e-mails ficam na “nuvem”, ou seja, na Web. Fiquei tão empolgado com esse conceito, que já tentei até conviver uma semana toda somente com a Computação em Nuvem. Infelizmente, tive que parar no segundo dia, pois os bancos brasileiros necessitam, para sua segurança, gravar dados especiais na máquina do cliente para garantir sua identificação.

Este exercício que fiz comigo mesmo, me limitava a usar somente um browse, ou seja, um navegador da Internet (Internet Explorer, Firefox, Chrome, etc.), num ambiente especial de Linux, aonde somente tinha acesso a esse recurso, e nada era permitido de gravar localmente. Essa modalidade do Linux chama-se “quiosque” em português, e em inglês “kiosk”. E um bom exemplo desse conceito é o WebConverger, que permite rodar diretamente de um CD, e a máquina nem precisa ter um HD, ótimo para utilizar em máquinas velhas !!

O Google foi um grande pioneiro dentro do esquema de Computação em Nuvem. E ao trazer praticamente um Office da Microsoft online, aonde você pode editar textos, ter a sua planilha semelhante ao Excel, e até mesmo fazer apresentações sem instalar nada em seu computador. Eu ainda não entendo como Google Docs não é utilizado por todo mundo …

Mas, o que me chamou a atenção, e motivou a fazer este post, foi que tentando abrir no meu browse rapidamente o Google Docs, digitei erroneamente www.google.docs.com (clique neste link para você ver !!) e adivinha o me mostrou na tela ?!? O DOCS da Microsoft ?!? Como que o Google permitiu isso ? Foi jogada “maliciosa” da Microsoft ?!? Talvez só no futuro saberemos disso … Mas, uma coisa é certa, a Microsoft “roubou” a idéia do Google !! Será que para usar um Office deles não precisaremos mais pagar nada ?!? …


Sobre Prof.Dr.CARLOS VALENTE

Doutor (UniBan) em Educação Matemática, Doutorando (ITA) e Mestre (IPT) em Engenharia de Software. Pós-Graduado em Análise de Sistemas (Mackenzie), Administração (Luzwell-SP), e Reengenharia (FGV-SP). Graduado/Licenciado em Matemática. Professor e Pesquisador da Universidade Anhembi Morumbi e ESAB - Escola Superior Aberta do Brasil. Autor de livros em Conectividade Empresarial. Prêmio em E-Learning no Ensino Superior (ABED/Blackboard). Consultor de T.I. em grandes empresas como Sebrae, Senac, Granero, Transvalor, etc. Viagens internacionais: EUA, França, Inglaterra, Itália, Portugal, Espanha, etc. CURRICULO LATTES = http://lattes.cnpq.br/5121684547787661


Deixe uma resposta

4 pensamentos em “Microsoft é Google, ou é o contrário ?!?

  • Prof. VALENTE

    PAULINHA os teus comentários e palavras são como perfume para minha alma !! Humildemente agradeço pela consideração pelo o que escrevo e penso …

    Um VALENTE abraco,
    Prof. Carlos VALENTE

    “A vida é a infância da nossa imortalidade.” – Johan W.Goethe

  • Paula Ugalde

    Grande Professor Valente!!
    No nome, nos saberes e na postura colaborativa! Também sou *fã* do teu blog!! Sempre aprendo com ele! Adorei – ainda que tenha conhecido a pouco o livro, já estou na terceira leitura e recomendo, pois o que traz é atual!!
    E o que aprecio no Bit e Byte mais é o modo como escreve compartilhando suas construções, avanços! parece um e-Portfólio as vezes.
    Estava ontem justamente em busca do conceito de computação em nuvem. Vou citar em projeto.
    Grande [], muitas Alegrias, Conquistas e Sucesso!
    Paula :)

  • Prof. VALENTE Autor do post

    Puxa, NATALÍCIA !! As suas palavras nos tocam profundamente …
    É muito bom receber um feed-back desses, NATALÍCIA !!!
    Continue nos visitando …

  • Natalicia

    Eu sou uma iniciante nesse mundo virtual, mas os seus textos são claros, objetivos e bem focado. Eu os leio com grande prazer.
    Um abração
    Natalícia